Kraken

O que é o Band Protocol? (BAND)

Guia para iniciantes


O Band Protocol é um software projetado para incentivar uma rede de usuários a fornecer dados do mundo real a aplicativos descentralizados (DApps) executados em blockchains

Por exemplo, se um desenvolvedor de DApp quiser permitir que seus usuários insiram apostas sobre o preço futuro do ouro, precisará ser capaz de determinar seu preço na data posterior desejada. 

Para garantir que seus smart contracts sejam executados corretamente, o Band Protocol fornece esse serviço por meio de um software que incentiva uma classe especial de seus usuários, conhecida como validadores, a fornecer e verificar dados externos. 

Dessa forma, o Band Protocol é frequentemente descrito como um sistema "oracle descentralizado", uma descrição dada a blockchains como a Chainlink, que, como o Band, incita os usuários a fornecer dados verificáveis. 

Originalmente executado na blockchain do Ethereum, o Band Protocol acabou por construir a sua própria blockchain utilizando a tecnologia Cosmos para transmitir dados através de diferentes blockchains, incluindo os construídos no Cosmos.

What is band protocol


Quem criou o Band Protocol?

O Band Protocol é desenvolvido por uma start-up de mesmo nome com sede na Tailândia. Ele tem três fundadores: Soravis Srinawakoon, que atua como diretor executivo; Sorawit Suriyakarn, que é diretor de tecnologia; e Paul Nattapatsiri, que é diretor de produtos.

Em 2019, o Band Protocol arrecadou US$ 3 milhões de empresas de capital de risco, incluindo a unidade indiana do lendário investidor Sequoia Capital. Posteriormente naquele ano, arrecadou mais US$ 5,85 milhões em uma oferta inicial de câmbio (IEO).

O protocolo teve uma oferta inicial de 100 milhões de tokens BAND, dos quais 12,37% foram vendidos durante sua venda de token. O Band também realizou vendas de token privadas, arrecadando US$ 2 milhões dessa forma. 

No total, mais de 27% da oferta de token BAND foram vendidos a investidores mais antigos. Mais 25% dos tokens BAND foram reservados para o ecossistema do Band Protocol e 22% foram reservados para a equipe de desenvolvimento e para a fundação que supervisiona o desenvolvimento. 

Como funciona o Band Protocol?


O Band Protocol atua como intermediário entre fontes de dados da internet legadas e blockchains. 

O software lida com solicitações de dados de DApps e transmite informações usando feeds de dados do restante da internet. Ele faz isso usando sua própria blockchain, que permite que todas as suas transações sejam verificadas publicamente e validadas. 

A equipe Band argumenta que isso ajuda a garantir que os dados fornecidos por seus usuários não sejam manipulados, imprecisos ou corrompidos de outra forma.

Validadores

Os validadores são responsáveis por verificar se as transações no Band Protocol são precisas e por adicionar novas transações à blockchain do Band Protocol. 

Um validador no Band Protocol deve possuir uma determinada quantidade de tokens BAND, que ele pode comprar por ele mesmo ou por delegação de outro usuário.  

Os 100 principais candidatos com mais tokens BAND são selecionados pela rede para se tornarem validadores. Os validadores devem obedecer a determinadas regras, como garantir que não fiquem off-line, responder a eventos de rede e confirmar transações com precisão. 

Caso contrário, a rede poderá confiscar alguns dos tokens BAND que possuírem.


Por que o BAND tem valor?

Sobretudo, o Band Protocol aplica uma programação de inflação à sua criptomoeda BAND, o que significa que, ao longo do tempo, o valor de cada token BAND é reduzido. 

A razão para isso é incentivar os usuários a depositar suas moedas com validadores. Quando um usuário deposita moedas com um validador, ele ganha tokens para compensar a taxa de inflação. 

A taxa de inflação do BAND varia de 7% a 20% e oscila dependendo da quantidade total de BAND depositada com validadores. A quantidade alvo é de dois terços, ou 66% de todos os tokens BAND depositados com validadores.  

Depositar moedas com um validador também é conhecido como stake, e os usuários que fazem stake de BAND ganham tokens recém-cunhados do protocolo, bem como taxas de aplicativos que usam seu serviço. 

Além disso, os titulares de BAND que fazem stake de seus fundos podem desfrutar de tokens de bônus de um fundo de ecossistema que recompensa os usuários mais antigos. O fundo oferece 3,16 milhões de tokens de bônus no primeiro ano, reduzindo para 315 mil tokens no quarto ano. 

Esses mecanismos significam que o Band Protocol recompensa os titulares de BAND por sua participação na manutenção do sistema e por garantir que ele forneça dados externos precisos aos usuários. 


Por que devo usar o BAND?

O BAND pode ser interessante se você acreditar que os DApps continuarão a proliferar, e que esses softwares exigirão que os dados sejam validados por outras blockchains. 

Você pode querer usar o BAND se desejar participar do projeto desse sistema, pois possuir BAND significa que você pode votar em propostas que afetam as regras do sistema. 

À medida que a demanda pelo sistema cresce, tais propostas podem afetar o quanto você ganha com seus tokens por fazer stake de BAND. 

No entanto, o Band Protocol não é o único sistema oracle descentralizado que é executado em uma blockchain. Concorrentes como a Chainlink também são populares e podem exercer pressão sobre o preço do BAND. 

Começar a comprar BAND


Observação: No momento, a negociação de BAND não está disponível para residentes da Austrália e do Japão.