Kraken

O que é a tecnologia de blockchain?

Guia do iniciantes para blockchain


Se você está apenas começando com as criptomoedas, provavelmente já ouviu o termo "tecnologia de blockchain" usado para descrever uma grande variedade de conceitos. 

O termo é, sem dúvida, bastante amplo. É tão provável que você encontre uma blockchain em um white paper para uma nova criptomoeda quanto em um anúncio de uma grande empresa como a IBM. 

Então, o que o termo significa e por que ele é tão amplamente usado? Blockchain geralmente se refere a uma rede de computadores que usa um software comum para solicitar dados de forma que, depois de sequenciados, garante que não seja possível ajustá-los ou adulterá-los por qualquer usuário desonesto.

Em outras palavras, uma blockchain cria um registro confiável usando criptografia. 

Embora mais comumente associado ao white paper do Bitcoin, o conceito é mais antigo, e os elementos desse design podem ser atribuídos ao trabalho no qual o criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, fez referência no documento de fundação do projeto. 

Nota: desde 2020 há um debate sobre qual deveria ser a definição da tecnologia de blockchain, e se e quando está sendo aplicada corretamente. 

Isso se deve ao fato de que houve um esforço para abstrair a arquitetura de blockchains para usos além da solicitação de transações em criptomoedas. 

Alguns destes esforços irão, sem dúvida, distanciar demais a aplicação da tecnologia, contribuindo para uma compreensão mais realista do seu impacto esperado. 
 

What is blockchain technology


Como funciona a blockchain?

Em sua ampla maioria, o termo blockchain descreve um sistema de registros públicos gerenciado por uma rede distribuída de computadores chamados nós.

Esses nós devem trabalhar constantemente para registrar todas as atualizações na rede. O que torna uma blockchain única é que todos os nós mantêm uma cópia do registro.

Antes de mergulhar mais profundamente na tecnologia, é importante entender as características que fazem uma blockchain funcionar. 

Geralmente (e com algumas exceções), as blockchains têm como objetivo ser: 

Auditáveis — as atualizações armazenadas na blockchain podem ser facilmente rastreadas e verificadas.

Distribuídas — as blockchains geralmente visam permanecer fora do controle de uma única entidade (ou são coletivamente gerenciadas por um amplo conjunto de partes interessadas conhecidas). 

Imutáveis — como uma transação é gravada no registro, ela nunca pode ser alterada (ou, se for, deverá ser acordada por suas partes interessadas). 

Pseudônima — cada usuário que interage com a blockchain faz isso com um endereço gerado que não revela sua identidade.

Componentes da tecnologia de blockchain


Para compreender completamente o potencial da tecnologia de blockchain, é necessário se aprofundar nos componentes que a alimentam. 

Para começar, na raiz da tecnologia está a criptografia, as técnicas usadas para comunicação privada segura, e a encriptação, o processo de codificação dessas informações. 

Criptografia 

As blockchains hoje são protegidas por criptografia, a técnica usada para proteger a comunicação privada e a movimentação de dados digitais.

A criptografia é a ciência por trás da criação de códigos e cifras que permite que as pessoas transmitam informações de maneira privada e segura. 

No início do século XX, a criptografia era usada principalmente pelas agências militares e de espionagem, especialmente durante a guerra, onde as comunicações secretas eram uma maneira vital de enviar informações entre os postos. 

Hoje, a criptografia ajuda a proteger as transmissões que são realizadas em blockchains, tornando o processo de envio e de recebimento de dados e informações mais eficiente e econômico.

Registro distribuído

Nas blockchains, os dados digitais são protegidos por meio do uso de criptografia de uma forma que cria um registro confiável de propriedade e que é mantido por todos os participantes, chamado de "registro distribuído".

Previstos como uma alternativa aos bancos de dados confiáveis, os registros distribuídos têm como objetivo permitir aos usuários uma maior supervisão na manutenção de seus dados, reduzindo a responsabilidade de empresas ou entidades que hoje podem servir como o proprietário central dessas informações confidenciais. 

Devido a esse impacto, há diversos setores e organizações que usam blockchains para configurar uma rede confiável para simplificar o compartilhamento de informações e o processo de manutenção de registros, melhorando seu desempenho e segurança. 

Smart contracts

No centro dos registros distribuídos estão as redes de "smart contracts", acordos condicionais que, quando codificados em software, podem reger as transações comerciais. 

A ideia é que, na blockchain, um programa incorporado em um código do protocolo poderia aplicar de forma rápida e digital o tipo de contrato que hoje precisa ser implementado por um intermediário como um agente de seguros ou intermediário financeiro.

Como as transações comerciais são regidas por contratos, a execução de smart contracts na blockchain ajuda a executar o processo transacional com mais facilidade.

Para que a blockchain é usada?


Como mencionado, a ideia de que há casos de uso de blockchain por trás da criptomoeda ainda é nova. 

Isso significa que houve um número interminável de casos de uso propostos para essas redes de computação, alguns mais realistas e práticos do que outros. 

Veja, abaixo, uma lista de setores que tentaram incorporar a tecnologia de blockchain com diferentes graus de sucesso.

Criptomoeda 

O caso de uso original e ainda o mais popular da tecnologia de blockchain é acionar criptomoedas.
Na verdade, alguns argumentariam que as blockchains são seu elemento central, permitindo que os usuários executem softwares que impõem as regras em torno de suas moedas, tornando esses dados escassos e valiosos.

Por causa de suas blockchains, as criptomoedas podem ser borderless, duráveis, irreversíveis, sem permissão ou pseudônimas. 

Se desejar obter mais informações sobre como as blockchains ajudam a acionar criptomoedas, leia o nosso guia "O que é criptomoeda?", que oferece uma explicação mais abrangente. 

Serviços financeiros 

Dado que as blockchains agora podem controlar as ofertas de dinheiro digital, as principais empresas buscaram estender essa tecnologia ainda mais a outros tipos de serviços financeiros.

Assim sendo, acredita-se que as blockchains poderiam resolver ineficiências em partes do sistema financeiro (transações interbancárias, compensação e liquidações) que têm sido geralmente o domínio de algumas das maiores e mais opacas entidades financeiras do mundo. 

A ideia é que essas instituições podem usar a tecnologia de blockchain para cortar custos, aderir melhor à regulamentação e, em geral, atualizar a tecnologia um pouco antiquada que as ajuda a funcionar.

Gestão de negócios

Um dos casos de uso mais discutidos para a tecnologia de blockchain é usá-la para gerenciar cadeias de fornecimento para empresas. 

O comércio global é uma indústria de trilhões de dólares, com bens e serviços sendo enviados diariamente para todo o mundo. Para que algo viaje de um lugar para outro, há vários participantes da cadeia de fornecimento, cada um contando com diferentes sistemas para aprovar e processar transações.

A tecnologia de blockchain pode ajudar a reduzir as barreiras formadas por esses diferentes sistemas, eliminando determinados custos e possíveis pontos de falha ao longo do caminho. 

Manutenção de registros

Os registros atuais, sejam de saúde, bens imobiliários ou votação, são frequentemente mantidos por data centers centralizados, o que traz custos e riscos adicionais para as entidades para as quais são confiados.

Por natureza, isso significa que as informações são vulneráveis a violações de segurança e podem ser difíceis e caras de acessar. 

Muitos setores precisam de um sistema mais eficiente e seguro para gerenciar esses registros enquanto realizam e registram outras transações complexas. 

É aí que entra a tecnologia de blockchain, e há alguma esperança de que ela possa ajudar a resolver esses problemas de longa data, oferecendo um mecanismo para gravar e manter registros abrangentes, permitindo que as pessoas tenham mais controle sobre seus próprios dados. 


Recursos úteis

Desde 2009, e a criação do Bitcoin, a tecnologia de blockchain tem sido a força motriz por trás de diversos projetos diferentes.

Deseja obter informações mais detalhadas sobre criptomoedas específicas? Em caso afirmativo, visite o nosso Centro de aprendizagem para conhecer mais sobre esse espaço em constante crescimento.

Começar a comprar criptomoedas


Agora você pode dar o próximo passo e comprar algumas criptomoedas!