Kraken

O que é o Protocolo Mina? (MINA)

O Guia do Mina para Iniciantes


O Protocolo Mina tem como objetivo ser uma blockchain leve que mantém um tamanho constante de apenas 22 KB, independentemente de quantas transações são confirmadas para a rede. Esse tamanho deve permitir que qualquer pessoa opere um nó e ajude a proteger a rede sem precisar de um hardware de computador sofisticado. 

Ao manter toda a blockchain menor que a maioria das imagens em seu telefone, o Mina planeja vencer os problemas de tamanho de blockchain que têm atormentado outros projetos conforme eles crescem. A criptomoeda nativa do Protocolo Mina, o MINA, é usada para promover transações de rede e distribuir taxas entre os usuários.
 
À medida que a tecnologia de blockchain foi ganhando popularidade, o número de transações armazenadas na maioria das plataformas aumentou significativamente. Por exemplo, a blockchain Ethereum tinha pouco mais de 5 GB em abril de 2016, mas se expandiu para mais de 220 GB até abril de 2021. Durante esses cinco anos, milhões de transações foram transmitidas para a blockchain.

Como as blockchains são registros descentralizados de transações históricas, a execução de um nó (que armazena todo o histórico da blockchain) exige maior capacidade de computação e energia conforme a blockchain cresce. Muitas vezes, isso dificultava cada vez mais para os usuários médios participarem da manutenção da blockchain. Muitos acham que isso também expõe a blockchain a riscos de centralização, pois as que têm maior capacidade de computação são mais eficientes no gerenciamento do grande tamanho da cadeia.
 
Em resposta a esse problema, os desenvolvedores do Mina usaram uma técnica de criptografia chamada zk-SNARKS para criar uma blockchain orientada a pagamentos que não exige que todos os nós armazenem o registro completo das transações históricas. Isso reduz efetivamente os requisitos computacionais necessários para dar suporte a uma rede completa de blockchain. O Mina propõe que, se mais usuários puderem executar nós e validar transações, mais nós serão criados, o que ajudaria a rede a se tornar mais descentralizada e segura.

what is mina protocol


Quem criou o Protocolo Mina?

O Protocolo Mina foi criado pela equipe da O(1) Labs, fundada por Evan Shapiro e Izaak Meckler em 2017, com o objetivo de usar a computação criptográfica como uma maneira de dar às pessoas o controle sobre suas vidas digitais. 
 
Depois de quatro anos de criação e testes da plataforma, a equipe da O(1) Labs lançou a mainnet do Mina em 23 de março de 2021.
 
A Mina Foundation sediou uma venda comunitária de tokens em abril de 2021 que arrecadou US$ 18,75 milhões para o projeto. De agora em diante, a Mina Foundation supervisionará concessões aos desenvolvedores da comunidade e manterá os ativos da rede Mina.

Como funciona o Protocolo Mina?


O segredo do Protocolo Mina é a incorporação de zk-SNARKs, que significam "argumentos de conhecimento sucintos não interativos com conhecimento zero". Trata-se de um conceito de computação desenvolvido por Silvio Micali, professor do MIT e fundador do Algorand, que permite que os usuários confirmem que têm determinados dados sem revelar esses dados uns aos outros. Outra criptomoeda popular que usa zk-SNARKs é o Zcash.
 
No caso do Mina, isso significa que a rede não precisa verificar uma transação a cada bloco criado. Em vez disso, a blockchain é representada por uma prova criptográfica facilmente verificável (o zk-SNARK). Essa prova é muito menor que a maioria das outras blockchains e representa o estado de toda a cadeia, e não do bloco mais recente. 

Combinado com um mecanismo de consenso Proof-of-stake, o Mina afirma que sua implementação de zk-SNARKs reduz significativamente os recursos necessários para processar e registrar transações. 

Para enviar e receber transações na rede Mina, cada participante deve executar um nó. Além disso, para ser executado com eficiência, o Protocolo Mina requer dois nós especializados na rede: 

  • Os produtores de blocos selecionam quais transações serão incluídas no próximo bloco e ganham a recompensa desse bloco. Dessa forma, eles são como os "mineradores" ou "validadores" de outras blockchains. 
  • Os operários de Snark dedicam capacidade de computação para ajudar a compactar dados de rede e gerar provas de transações. Então, os produtores de blocos podem fazer propostas para essas provas, pelas quais os operários de Snark são pagos em MINA.


Por que o MINA tem valor?

MINA é o token usado pelo Protocolo Mina para executar transações de rede. Os usuários podem converter MINA como qualquer outra criptomoeda ou optar por realizar stake de MINA para ganhar uma recompensa enquanto protegem a rede. O MINA também atua como forma de pagamento do Protocolo MINA, o que incentiva os produtores de blocos a criar blocos e recompensar os operários de Snark que comprovam a validade das transações.
 
O token MINA também é usado para interagir com "Snapps", que são aplicativos descentralizados (dApps) criados no Protocolo Mina. Por exemplo, o Teller, um dos primeiros Snapps a ser criado, é uma plataforma de risco de crédito que ajuda os usuários a provar que suas pontuações de crédito estão acima de determinados limites (o que é necessário para serviços financeiros tradicionais, como empréstimos) sem compartilhar seus dados privados.
 
O suprimento inicial de MINA foi de 1 bilhão de tokens. O suprimento total aumentará com o tempo, mas a inflação está prevista para diminuir de 12% para 7% nos primeiros cinco anos. Reduções adicionais da taxa de inflação estarão sujeitas à governança do Protocolo Mina.


Por que usar o MINA?

Os usuários podem encontrar valor no objetivo do Protocolo Mina de resolver um grande problema enfrentado por muitas outras soluções de blockchain. Fazendo com que sua blockchain seja a menor possível, o Mina visa a garantir uma segurança e uma descentralização mais profundas, tornando a execução de um nó mais acessível para o público em geral. 

Além disso, o token MINA pode ter mais utilidade e valor caso os Snapps sejam amplamente adotados na comunidade de blockchain.
 
Talvez os investidores queiram adquirir e adicionar o MINA ao seu portfólio caso acreditem que blockchains leves poderiam ser adotadas de modo mais amplo e resolver muitos dos desafios que outras blockchains enfrentam conforme crescem. 

Começar a comprar Mina


Agora você pode dar o próximo passo e comprar MINA!