Kraken

O que é Protocolo NEAR? (NEAR)

Explicação do Protocolo NEAR (NEAR)


O Protocolo NEAR é um software que visa incentivar uma rede de computadores a operar uma plataforma para desenvolvedores criarem e lançarem aplicativos descentralizados. 

O conceito de fragmentação é fundamental para o design do Protocolo NEAR, um processo que visa dividir a infraestrutura da rede em vários segmentos para que os computadores, também conhecidos como nós, só tenham que lidar com uma fração das transações da rede. 

Ao distribuir segmentos do blockchain em vez de todo o blockchain entre os participantes da rede, espera-se que a fragmentação crie uma maneira mais eficiente de recuperar dados da rede e de dimensionar a plataforma.

O NEAR opera de maneira semelhante a outros sistemas de armazenamento de dados centralizados, como o Amazon Web Services (AWS), que servem como a camada de base em que os aplicativos são criados. Mas em vez de ser executado por uma única entidade, o NEAR é operado e mantido por uma rede distribuída de computadores. 

Assim como o AWS permite que os desenvolvedores implantem código na nuvem sem precisar criar sua própria infraestrutura, o Protocolo NEAR facilita uma arquitetura semelhante construída em torno de uma rede de computadores e sua criptomoeda nativa, o token NEAR. 
 

what is NEAR Protocol (NEAR)


Quem criou o Protocolo NEAR?

O Protocolo NEAR foi fundado por Alex Skidanov e Illia Polosukhin. Skidanov era anteriormente diretor de engenharia da empresa de banco de dados MemSQL. Polosukhin trabalhou anteriormente no Google, onde ajudou a desenvolver seus recursos de inteligência artificial e produtos de mecanismos de busca. 

O NEAR arrecadou mais de US$ 20 milhões em várias rodadas das principais empresas de capital de risco, incluindo a Andreessen Horowitz e a Pantera Capital. 

Aproximadamente 35% da oferta inicial de um bilhão de tokens NEAR foram vendidos a investidores em fase inicial. 

Como o Protocolo NEAR funciona?


O Protocolo NEAR é um blockchain de prova de participação (PoS) que tem como objetivo competir com outras plataformas graças à sua solução de fragmentação, que chama de "Nightshade". 

Nightshade

A fragmentação é uma arquitetura de blockchain que permite que cada nó participante no blockchain armazene apenas um pequeno subconjunto dos dados da plataforma. A fragmentação deve permitir que o blockchain seja dimensionado com mais eficiência, ao mesmo tempo que permite uma quantidade maior de transações por segundo e taxas de transação mais baixas.


O Nightshade possibilita que o Protocolo NEAR mantenha uma cadeia de dados única, ao mesmo tempo que distribui a computação necessária para manter esses dados em "fragmentos". Esses fragmentos são tratados por nós, que processam os dados e adicionam as informações à cadeia principal. 

Um dos principais benefícios do Nightshade é que sua arquitetura permite menos pontos potenciais de falha quando se trata de segurança, pois os nós participantes são responsáveis apenas por manter seções menores da cadeia. 

Rainbow Bridge

O Protocolo NEAR inclui um aplicativo chamado Rainbow Bridge que permite aos participantes transferir facilmente tokens Ethereum entre Ethereum e NEAR. 

Para mover tokens do Ethereum para o Protocolo NEAR, um usuário deve primeiro depositar tokens em um contrato inteligente Ethereum. Esses tokens são então bloqueados, e novos tokens são criados na plataforma do NEAR, representando os originais. 

Como os fundos originais são mantidos em armazenamento por meio do contrato inteligente, o processo pode ser revertido quando o usuário desejar recuperar seus tokens originais. 

Aurora

O Aurora é uma solução de escala de camada 2 baseada no Protocolo NEAR, projetada para que os desenvolvedores lancem seus aplicativos descentralizados Ethereum na rede do NEAR. 

O Aurora é construído usando a tecnologia de codificação do Ethereum, a Ethereum Virtual Machine (EVM), bem como uma ponte cross-chain que permite aos desenvolvedores vincular seus contratos inteligentes e ativos Ethereum facilmente. 

Os desenvolvedores podem usar o Aurora para obter as vantagens de taxa baixa e alta taxa de transferência do Protocolo NEAR, com a familiaridade e a rede de aplicativos do Ethereum.
 

 

 


Por que o NEAR tem valor?

O Protocolo NEAR usa um token nativo chamado NEAR, que permite que os usuários paguem taxas por transações, executem aplicativos e paguem pelo armazenamento.  

Os aplicativos no NEAR devem pagar taxas de armazenamento ao Protocolo NEAR por quaisquer dados que armazenem na rede e pela realização de cálculos. A rede "queima" parcialmente esses tokens, ou os elimina de circulação, reduzindo a oferta circulante de tokens do NEAR no processo.

Os computadores que executam o software do Protocolo NEAR garantem que as transações sejam precisas e conhecidas dos validadores. Os validadores recebem uma recompensa por manter a segurança e a validade do blockchain do NEAR, realizando stake dos seus tokens na rede. 

O Protocolo NEAR aumenta sua oferta de token em 5% a cada ano, e 90% desses tokens recém-lançados vão para os validadores. O restante vai para a tesouraria do blockchain para apoiar o desenvolvimento de plataformas.

 


Por que usar o NEAR?

Os usuários podem achar o Protocolo NEAR atraente com base em sua tecnologia de fragmentação, que pode permitir maior capacidade de transação e de segurança do que outras plataformas. 

Além disso, os desenvolvedores podem querer usar sua plataforma para criar aplicativos mais eficientes que possam experimentar um alto volume de atividade. Os desenvolvedores do Ethereum que procuram construir pontes de seus aplicativos para o NEAR também podem achar suas soluções de Camada 2 atraentes.

Os investidores podem querer comprar NEAR e adicioná-lo ao seu portfólio caso acreditem no futuro da fragmentação como uma forma de escalar a tecnologia de blockchain e desejem ter uma participação no desenvolvimento futuro do ecossistema NEAR.

 

 

Comece a comprar cripto


Agora você está pronto para dar o próximo passo e comprar algumas criptos!