Kraken

O que são Stablecoins?

Guia do iniciante


Stablecoins são um tipo de criptomoeda programado para lastrear o valor de outro ativo, como dinheiro ou ouro.

Muitos investidores são atraídos por stablecoins porque eles oferecem a eficiência e a transparência das criptomoedas, ao mesmo tempo que proporciona uma fuga da volatilidade extrema desses ativos. 

No entanto, os traders e investidores devem saber que nem todas as stablecoins são criados de forma igual. 

Desde 2020, havia duas classes principais de stablecoins, as stablecoins com garantia de dinheiro e as stablecoins com garantia de criptomoedas, ambos disponíveis em exchanges como a Kraken. 

Ainda assim, as stablecoins vêm em uma ampla gama de variedades. Existem aproximadamente 200 projetos ativos de stablecoin, que juntos processam mais volume do que o Venmo, a plataforma de pagamentos PayPal,

Ainda em dúvida por onde começar com esta classe de criptomoedas? Abaixo, explicamos como as stablecoins funcionam e porque podem ser uma adição atraente ao seu portfólio de ativos de criptomoedas.

What are stablecoins


Por que as Stablecoins têm valor?

Ao eliminar a volatilidade associada às criptomoedas, as stablecoins permitem aos investidores usar outra ferramenta de gerenciamento de risco de portfólio. 

Além disso, stablecoins podem oferecer aos traders a capacidade de comprar e vender de uma seleção mais ampla de pares de negociação, tudo sem as restrições dos mercados de capitais tradicionais, que geralmente abrem apenas no horário comercial em dias úteis.

No entanto, alguns veem as stablecoins como uma extensão dos serviços financeiros, permitindo que os usuários contornem os bloqueios de acesso aos serviços de pagamento globais hoje em dia. 

Por exemplo, os tomadores de empréstimos podem evitar as avaliações de crédito e taxas caras das instituições financeiras e, em vez disso, garantem seus ativos de criptomoedas usando algumas stablecoins. 

Como as Stablecoins funcionam?


Todos as stablecoins procuram simular o preço de outro ativo, mas nem todos fazem isso da mesma maneira. Isso significa que algumas stablecoins podem ser mais arriscadas do que outras e mais sujeitas às flutuações de preço que as mesmas alegam fornecer segurança contra. 

Stablecoins com garantia de dinheiro

Stablecoins com garantia de dinheiro são criptomoedas garantidas 1 para 1 por uma moeda nacional (como dólar americano ou euro) armazenada em uma instituição financeira tradicional.  

Este tipo de stablecoin foi introduzido pela primeira vez em 2014, quando a startup Tether Limited lançou o USDT, uma criptomoeda lastreada em dólares projetada para ser negociada 24 horas por dia, 7 dias por semana no mercado global de criptomoedas. Em 2020, o Tether continua sendo a stablecoin mais usada em todo o mundo.

Como o USDT, as stablecoins com garantia em dinheiro são geralmente gerenciados por um operador central, que rastreia sua circulação e permite que os usuários emitam e resgatem tokens em sua custódia. 

Em alguns casos, essas reservas são até auditadas regularmente para garantir que a quantidade de tokens negociados seja igual às reservas mantidas pela empresa.

Exemplos de stablecoins com garantia em dinheiro incluem USDT e USDC (atrelado ao dólar).

Garantia de criptomoeda 

São stable coins garantidas por uma ou mais criptomoedas.

Esses ativos geralmente não possui um administrador central e, em vez disso, dependem de um software aberto para permitir que os tomadores de empréstimos armazenem e bloqueiem criptomoedas (garantindo-os assim) e gerem novas stablecoins ​​na forma de empréstimos.

Para contabilizar a volatilidade da criptomoeda, essas stablecoins são frequentemente sobrecolateralizadas, o que significa que o valor do depósito necessário é normalmente uma porcentagem maior do que o valor da stablecoin. 

Se os tomadores de empréstimos desejarem resgatar suas criptomoedas bloqueadas, eles devem devolver as stablecoins ao protocolo e pagar uma taxa. 

Devido ao seu design, o fornecimento da stablecoin não pode ser alterado por ninguém na rede. Em vez disso, os contratos são programados para responder às mudanças no preço de mercado dos ativos bloqueados.

Exemplos de stablecoins garantidas por criptomoedas incluem DAI, Havven, e BitUSD.

Stablecoins de algorítmo

Stablecoins de algorítmicos são ativos digitais que dependem de contratos inteligentes para regular sua estabilidade. 

Em vez de usar depósitos de criptomoedas ou emitir e resgatar dívidas, o software por trás das stablecoins de algorítmos ajustam via software o fornecimento da criptomoeda conforme a demanda aumenta ou diminui. 

Se a demanda for alta, o preço de cada stablecoin excederá o valor atrelado pretendido, e o software aumentará o fornecimento. Alternativamente, se a demanda estiver baixa, a oferta diminuirá. 

Exemplos de stablecoins de algorítmo incluem Ampleforth e Yam.

Por que usar Stablecoins?


Os usuários podem se interessar ​​em comprar stablecoins, pois elas oferecem todos os benefícios das criptomoedas tradicionais, como eficiência e transparência, enquanto estão protegidas da volatilidade dos preços.

Além disso, como outras criptomoedas, elas não têm fronteiras, são programáveis ​​e fáceis de transferir a um baixo custo, oferecendo uma valiosa alternativa às instituições bancárias tradicionais.

Os usuários da Kraken podem transferir rapidamente stablecoins como DAI e USDT para suas contas e trocá-las por outras criptomoedas.


Recursos úteis

Deseja aprender quais tecnologias ajudam a manter as stablecoins? Navegue até a página “O que é a tecnologia blockchain?” localizado no Kraken Learn Center para um estudo mais a aprofundado. 


Se você estiver interessado em aprender mais sobre os diferentes tipos de criptomoedas, pode visitar a página da Kraken “Tipos de criptomoedas”.

Comece a comprar critpomoedas


Agora você está pronto para dar o próximo passo e comprar algumas criptomoedas!